FONTE FRIA

Fonte muito antiga de granito, já corroído pela acção do tempo, que era encimada com uma mitra e que foi insensatamente destruída.

Situada a 500 metros a Nascente da povoação, em corrente permanente de água sempre fresca, a Fonte Fria era de há muito uma das grandes esperanças do Salgueiro.

Em 1961 concluíram-se as obras de exploração -- 127 metros de mina -- e consequente distribuição pela aldeia.

A água era suficiente para o consumo e foi permitida a distribuição domiciliária.

Os anos passaram, novas casas se foram construindo, casas de banho e máquinas de lavar se instalaram, melhores hábitos de higiene se foram adquirindo, e a água voltou a ser insuficiente.

Como medida de emergência, foram abertos três furos artesianos na zona das Naves e um junto à fonte, pagos por subscrição popular, que, se serviram para atenuar a carência de água, não foram de forma alguma solução definitiva. Esta passou pela instalação da canalização de águas e esgotos e ligação à Barragem do Pisco.

Fonte-Fria Fonte-Fria

             [Página principal]