PALVARINHO

Descrição do Dr. Joaquim Machás em «Estudos de Castelo Branco»

«Este nome próprio -- PALVARINHO -- como os mapas indicam -- tenho-o ouvido pronunciar e visto escrever das mais diversas maneiras e feitios: Uns escrevem ou dizem Palvarinho, outros Polvarinho ou Polvorinho e ainda outros Palveirinho ou Polveirinho.

O Dr. Leite de Vasconcelos, num livro descritivo das suas inúmeras jornadas, regista a diversidade de grafias do nome deste lugar sem se pronunciar por nenhuma delas, acrescentando: Palvarinho é a forma usada nos documentos escritos.

O testemunho de documentos antigos leva-nos, todavia, para uma interpretação etimológica que torna clara a sua origem.

De facto, o tombo da Vila de Castelo Branco de 1505, menciona junto a Salgueiro, o pequeno lugar de Pay Alvarinho.

Não podem restar dúvidas de que Pay Alvarinho foi o antecessor de Palvarinho, o qual, por uma série de corrupções e confusões passou a dar as diversas formas acima indicadas.

Pay ou Payo Alvarinho teria sido o donatário do lugar -- casal ou herdade que deu o nome à povoação que ali depois se estabeleceu -- Casal ou Herdade de Pay Alvarinho.

Deste modo, Palvarinho deve ser um topo antropónimo, como dizem os filólogos; isto é, um nome de lugar que provém do nome de uma pessoa».

Palvarinho

Palvarinho

             [Página principal